Parte 2 – A Nova Zelandia “NÃO” aceita animais vindos do Brasil

Temos novidades!!! Portanto, segue a parte 2 – A Nova Zelandia “NÃO” aceita animais vindos do Brasil .
E já se passou 1 ano desde que escrevi sobre o assunto mais triste desde que decidi vir para a Nova Zelândia. E por volta de uns 7 meses estou procrastinando escrever esse post, pois além de ser um assunto que me machuca, cada vez que penso no assunto por mais de um minuto, as lagrimas aparecem. É instintivo! Realmente não consigo segurar.

E por motivos óbvios, não consigo fazer video sobre esse assunto. Ou então iria chorar mais no video do que passar informação. Na verdade, nem sei como eu, (justo eu), a pessoa mais apegada e grudada no mundo com a Yasmin esta conseguindo viver tanto tempo longe… Pois é! E ainda tenho que lidar com o julgamento direto ou indireto de pessoas próximas, que ainda me questionam isso.

Mas enfim, aquele ditado:  “Viver um dia após o outro” nunca fez tanto sentido nas nossas vidas como faz hoje.

Anyway, desculpe o desabafo. O foco desse post não é relatar meus sentimentos e sim dar informações novas e atualizadas que eu consegui fazendo as minhas pesquisas sobre como trazer animais para a Nova Zelândia.

No outro post, falei que a Nova Zelândia e a Austrália não aceitam animais vindos do Brasil pois o nosso país ainda não é livre do vírus da raiva, sendo assim é necessário enviar o animal para outro país (países que a Nova Zelândia aceita) por no minimo 6 meses, realizar uma bateria de exames e procedimentos e depois envia-lo para a Nova Zelândia, mas chegando aqui ele ficará em quarentena (em um lugar próprio e sem contato com os donos) de no minimo 7 dias, podendo chegar á 65 dias.

Além do sofrimento e stress emocional do animal (na minha opinião), todo o processo não custará menos de 10 mil dólares americanos.

Ou seja, sofrimento dela, nosso e doletas indo embora. Combinação péssima para gente.

 

Mas afinal… Vale a pena levar animal para Nova Zelândia?

Toda a história acima estava bem fixa na nossa cabeça e estavamos pensando em outras possíveis soluções. Pesquisando um pouco mais, consegui o contato de 3 pessoas que trouxeram seus pets e comecei a mudar de opinião após ouvir os relatos delas.

 

levar animal para Nova zelandia - to indo viajar

 

Todos contaram que estão super felizes com os seus pets e que vale a pena trazer seu cachorro ou gato para a Nova Zelândia.  E ainda falaram mais. Alegaram que aparentemente não houve sofrimento por parte do animal (por ter que ficar tanto tempo longe dos donos) pois são muito bem tratados por onde passaram. Também falaram que valeu cada centavo pago por todo processo.

Das 3 pessoas que conversei, duas delas ficaram 6 meses com seus pets em outro país (Estados Unidos). E foram fazendo todo o processo de vacinas, implantação de microchip, etc… (Clique aqui e leia todas as informações e exigências necessárias para levar seu pet para Nova Zelândia). Ambas fizeram todo o processo em 2015 e fecharam com uma empresa especializada chamada PetRelocation.

E a outra pessoa fechou com outra empresa, a Latam, e eles cuidaram de todo o processo desde do Brasil até a Nova Zelândia e ela gastou por volta de 10.000,00 dolares americanos.

Ela contou também que, na época, não tinha disponibilidade para ficar em outro país, por 6 meses, com a sua cachorrinha. Mas que conseguiu ir até a Argentina conhecer o local onde a cachorrinha dela ficou. Ela contou que recebia videos do canil da Argentina e fotos semanais e via que ela estava sempre brincando e parecia muito bem.

Depois de 6 meses, quando a cachorrinha dela chegou na Nova Zelândia, ela ficou 10 dias em uma quarentena na cidade de Wellington, e depois deu tudo certo e hoje é só alegria.

 

E tem mais histórias

Inclusive para quem quiser saber outras historias, a revista MBA, que é uma revista que fala sobre tudo da Nova Zelandia para brasileiros, fez uma reportagem, bem bacana, em Novembro de 2015 e foi a informação mais completa que eu achei sobre o assunto. Clique e leia também.

Também estamos em contato com um leitor do blog, o Joizer, e inclusive ele colocou vários orçamentos que ele esta fazendo para levar o pulga dele (como ele disse, rs) para a Nova Zelândia. Os comentários estão disponíveis nesse post. Mais uma vez muita obrigada Joizer pela sua atitude. Acredito que você ajudou muita gente com a sua ideia de colocar os orçamentos nos comentários daquele post.

Quando tiver novidades sobre o caso dele, eu atualizo esse post, ou por favor Joizer, atualize a galera nos comentários. Obrigada novamente.

 

Descobrimos novidades!

Pesquisando mais sobre o assunto, eu descobri algo que me deixou intrigada. Vou explicar melhor.

A Austrália mudou a sua lei a um tempinho atrás, onde não é mais necessário o animal, vindo do Brasil, ficar em outro país por 6 meses. Com apenas 45 dias em outro país, ele já pode embarcar para a Austrália e chegando lá terá que ficar no mínimo 10 dias na quarentena.

A descoberta é que, para enviar animais para a Nova Zelândia vindo da Austrália a burocracia é muito menor, quase nem tem comparada com os outros países.

Ou seja, se você pretende trazer seu animal para a Nova Zelândia, você tem a opção de trazer pela Austrália e “economizar” por volta de 4 meses nesse processo.

Relacionado a grana, de acordo com alguns brasileiros que conversei que trouxeram seus pets para Austrália, o valor gasto é exatamente o mesmo. Também gira em torno de 10mil dolares americanos no total, e no nosso caso teremos alguns custos a mais. Se alguém quiser saber mais ou ver novas histórias, tem um grupo no facebook só sobre esse assunto e a galera é bem bacana.

O ponto negativo dessa forma é que você terá que ter alguém na Austrália (que tenha um visto válido) para receber e depois enviar seu animal para Nova Zelândia.

 

Esse procedimento é legal?

Vai ai duas perguntas que não querem calar! Esse procedimento é errado? Vou estar infringindo alguma lei da Nova Zelândia “cortando caminho”, fazendo esse processo?

Também tive essa dúvida e me preocupei em saber mais. Enviei um e-mail  para o MPI (órgão oficial responsável sobre o assunto da Nova Zelândia) perguntando exatamente isso. “Posso levar meu cachorro do Brasil para outro país por 45 dias  e depois envia-lo para Austrália (fazendo todo o procedimento que a Austrália exige) e depois envia-lo para a Nova Zelândia? Vou ter algum problema ao fazer isso?

E a resposta foi bem completa e positiva – como é um e-mail não posso postar aqui sem a autorização de quem me enviou. Mas segue algumas partes:

Você terá que seguir o nosso padrão de saúde de importação para cães e gatos da Austrália (que é considerado um país da categoria 1 ) que está descrito no seguinte link de http://www.biosecurity.govt.nz/enter/personal/pets … na chegada na Nova Zelândia, a papelada do seu animal de estimação vai ser verificado pelo MPI e veterinários também, será dada uma inspeção por carrapatos e pulgas … Não há quarentena necessária para um gato ou um cão da Austrália…”

 

Resumindo…

 

A resposta é sim! Você poderá fazer isso. Pesquisei muitooo e não consegui conhecer alguém que tenha levado seu pet da Austrália para a Nova Zelândia para contar como foi o processo. Mas fica aí mais uma opção para quem deseja trazer o seu baby de 4 patas para a Terra Média.

Lembrando queee… Antes de mais nada, pesquise muito bem! Veja com as empresas que levam animais para outros países se realmente vale a pena fazer isso. E se alguém quiser compartilhar comigo as suas pesquisas será muito bem vinda.

Se eu vou trazer a Yasmin, ainda não sei… na verdade, toda essa história virou um sonho, que quero muito realizar. Mas ainda penso em ela ter que ficar sozinha (nem que seja só na quarentena), ela é muitooo dengosa. E ainda tem a questão do dinheiro também. É uma grana alta! Mas posso adiantar que isso é algo que estamos planejando, para realizar esse sonho em breve e com segurança.

Ah! Agora arrumei um novo empecilho também: Minha mãe! Ela se apegou tanto a Yasmin que já me avisou que não me devolve mais rsrs… aii Jesus!!! Mas isso é historia pra um outro post… beijo gente e beijo mãe <3

 

ATUALIZAÇÃO:

Em menos de uma semana que atualizamos esse post, consegui mais uma informação bem bacana! Conheci hoje, o relato de um brasileiro que acaba de trazer a sua gatinha para a Austrália.

Foi o relato mais detalhado que já vi. E eles também detalharam algumas coisas que temos que pensar ainda enquanto estivermos planejando a vinda do nosso pet para Australia/Nova Zelândia.

E como foi um relato super bacana e bem realista, claro que precisamos compartilhar com vocês. Segue abaixo na integra.

“Oi pessoal,

Nossa gata … chegou em casa ontem após 2 meses na Argentina e mais 10 dias na quarentena em Melbourne.
Resolvi escrever um pouco da nossa experiência para ajudar quem pensa em trazer seus pets para cá.

Quem já pesquisou um pouco a respeito, sabe que o valor é bem alto. Na minha opinião, só é viável trazer algum animal para cá se a intenção é vir para ficar permanentemente. Além do custo de trazer ser alto, provavelmente para levar de volta tb não vai ser fácil, lembrando que mesmo se o pet for pequeno não é possível viajar com ele na cabine em voos internacionais de/para Australia
(nossa gata tem 5kg e no Brasil na maioria dos voos nacionais podiamos levá-la na cabine).

Fizemos cotações com 3 empresas: Pet Relocation (via US), Las Lunas (via Argentina) e Transcontrol (via Argentina).
O valor da Las Lunas e da Transcontrol não ficou muito diferente, mas preferimos fechar com a Transcontrol pelo fato de ser uma empresa com escritório no Brasil.

Basicamente os valores foram:

1) Serviço Transcontrol (exame de sangue inicial no Brasil e na Argentina, preparação da documentação, hospedagem na Argentina e voo Buenos Aires-Melbourne): 5800USD
2) Caixa de transporte IATA approved: 450BRL
3) Voo ida e volta para Argentina com taxa de transporte para o pet (o Umberto da Transcontrol que a levou para Buenos Aires): 1200BRL
4) Aplicação do import permit: 480AUD
5) Quarentena e taxas na Australia: 1800AUD
6) Transporte de Melbourne para Sydney (só tem centro de quarentana em MEL atualmente): 286AUD

BRL (reais)
USD (dolares americanos)
AUD (dolares australianos)”

 

Pausa no relato para um adendo:

Transformando em reais todos os valores acima, considerando o Dolar Australiano á R$ 2,45 e o Dolar Americano á R$ 3,19 (data de 15/08/16) o valor total em reais foi de:  R$ 26.438,70. e em dolar Neozelandes foi de NZD 11.209,49 na cotação de hoje (R$ 2,29).

Mas lembre-se que, quem vai trazer seu pet para a Nova Zelândia, ainda temos algumas taxas e mais um vôo.

 

Voltando ao relato dele: 

“Vou tentar colocar as datas importantes no nosso processo:

10/08/15 – Gata vacinada com anti-raiva
18/12/15 – Coleta do sangue para exame de raiva em SP (amostra foi enviada para um laboratorio em Londres)
21/01/16 – Confirmação do resultado dos exames
04/02/16 – Aplicação do import permit
20/03/16 – Assessement inicial do import permit completo
14/05/16 – Gata viajou para Argentina
18/05/16 – 6 meses completos da data da coleta da primeira amostra. Nova amostra coletada
25/07/16 – Import Permit aprovado (com algumas semanas de atraso por problemas com o laboratório que fez os testes da segunda amostra)
27/07/16 – Quarentena bookada
03/08/16 – Gata viajou para Melbourne
04/08/16 – Gata entrou na quarentena
14/08/16 – Gata liberada da quarentena e transportada para Sydney

Como vcs podem ver pelas datas, ficamos 3 meses longe dela. Era para ter sido um pouco menos, mas o exame da segunda amostra de sangue teve que ser feito duas vezes – não entendi bem o que aconteceu, mas a Transcontrol resolveu tudo, apesar da frustação com o atraso.

Durante o período que ela ficou na Argentina, achamos que a frequencia das fotos e videos deixou a desejar – acabamos recebendo noticias a cada 2 ou 3 semanas. Durante o periodo de quarentena em Melbourne, não tivemos notícias nenhuma (o que é normal).

Um detalhe extra, que pode pesar na decisão de trazer ou não o pet:
Quando chegamos aqui, começamos a buscar por casas em Sydney e muitos landlords não aceitam pets. Nos anúncios tem muita propriedade que diz explicitamente “No pets allowed” e outras que não dizem nada (quase nenhuma diz “Pets welcome”).
Das que não proibiam explicitamente, a gente consultou com a imobiliaria e muitas retornaram que não aceitavam e outras retornaram que “talvez”.
O fato de ter a gata diminuiu consideralmente a quantidade de imoveis que poderíamos alugar, o que no final acabou significando que tivemos que pagar mais para achar um imóvel que atendesse todos nossos requisitos E aceitasse pets.
Segundo alguns agents de real state aqui que conversamos, gatos geralmente são mais facilmente aceitos que cachorros. Cachorro de grande porte é bem complicado, mesmo pq pra perto da cidade, onde a maioria do povo quer morar, muitas casas não têm backyard. Então, é bom pensar e planejar muito bem tb levando em conta esse fator.

Sei que tem muita discussão de que é um sofrimento enorme para o bicho passar por esse processo, mas no fim acho que quem sofreu mais foi a gente. Pelas fotos que recebemos enquanto ela estava na Argentina, ela parecia bem. Qto ao voo, não temos como saber o que ela “achou” de ficar 24hrs numa caixa de transporte, provavelmente não gostou, assim como a gente tb não gosta de ficar na poltrona apertada, mas o importante é que ela chegou bem em casa”

 

 

Bacana né? Gostei muito desse relato. Tive a impressão de ver mais uma luzinha no fim do túnel…

Espero mais uma vez ter ajudado e qualquer novidade vou atualizando o blog 🙂

 

 


Gostou? ou nós conseguimos te ajudar de alguma forma 🙂 CURTA, COMENTE, e COMPARTILHE e ajude a gente a ajudar mais pessoas a consumir esse e outros conteúdos do blog.

 

Se inscreva no canal e assista os nosso videos no youtube 😉

 

 

Acabou de chegar no blog? Preparamos um post bacana para você!
Clique e comece por aqui

 

 

Tem interesse em receber um SUPORTE quando chegar na Nova Zelândia? Entre em contato e saiba mais:  toindoviajar@gmail.com

 

 

to indo viajar veja tambem

 A Nova Zelândia “não” aceita animais vindo da Nova Zelândia – Parte 1
Como juntar dinheiro para fazer intercambio ou imigrar
Não venha para a Nova Zelândia se…
 

 

Saiba mais: Acompanhe a gente em todas as nossas redes sociais!

redes sociais to indo viajar

Snapchat – Instagram  –  Facebook  – Youtube

11 comentários em “Parte 2 – A Nova Zelandia “NÃO” aceita animais vindos do Brasil

  • 12 de agosto de 2016 em 01:44
    Permalink

    Nossa Feee…. tirando a parte da grana, parece bem mais viável né?!!!! Show, já dá pra encarar o assunto de outra forma e pensar na possibilidade!!! Bjos querida!!!!

    Resposta
    • 13 de agosto de 2016 em 04:42
      Permalink

      Pois é flor! Fiquei bem animada com essa noticia. Mas o dinheiro pegaaaa! hahahah mas estamos nos planejando pra conseguir trazer ela… Qualquer novidade prometo manter vcs atualizados 🙂

      Resposta
  • 22 de agosto de 2016 em 19:40
    Permalink

    Muito obrigada por todas as informações. Mantenham-nos atualizados por favor!!! Tem quanto tempo que vocês estão ai? Beijos e sucesso

    Resposta
  • 5 de março de 2017 em 03:52
    Permalink

    Estou passando por esse dilema agora pra conseguir levar minha cachorrinha pra Austrália, vocês já têm alguma novidade?

    Resposta
    • 7 de março de 2017 em 14:35
      Permalink

      Oii! Por enquanto nenhuma novidade… só essas que estao no post mesmo. Se voce tiver novidades avisa a gente, please! bjs

      Resposta
  • 2 de junho de 2017 em 04:37
    Permalink

    Gostei do post muito explicativo, penso em morar na australia num futuro proximo mas já me preocupo em deixar minha cadela aqui no Brasil. Obrigado pelo post

    Resposta
    • 12 de junho de 2017 em 12:12
      Permalink

      Olaa! Que bom que gostou. Se conseguir levar ela avisa a gente depois 🙂

      Super boa sorte

      Resposta
  • 10 de julho de 2017 em 20:30
    Permalink

    Fernanda, td bom? Onde acho a informação oficial referente aos 45 dias de quarentena ao invés de 6 meses? Vou com a familia para a NZ em 2019 e temos 6 gatos. Att. Gabriel

    Resposta

Curtiu, tem dúvidas ou sugestões? Ficaremos felizes com o seu comentário: