Quer ir para a Nova Zelândia? Comece aqui!

Quem acaba de conhecer a gente sempre nos pergunta como fomos morar na Nova Zelândia, com qual visto chegamos e como conseguimos o nosso sponsor (primeiro trabalho) e toda a nossa história.

Pensando nisso e para facilitar geral, resolvemos criar nesse post.

Esse artigo será uma especie de linha do tempo, onde vamos contar a nossa história e trajetória e vamos linkar (palavras em azul claro) todos os artigos e videos que gravamos sobre cada assunto, para quem quiser saber mais, poder clicar e ver mais…

 

senta_que_la_vem_a_historia

 

 

era-uma-vezOu once upon a time, em meados de janeiro de 2015, uma menina de 28 anos chamada Fernanda vivia com o seu boy de 30 anos chamado Léo em São Bernardo do Campo/SP.

Eles tinham uma vida bacana, estável e feliz. Mas cultivavam um sonho que estava bem distante de poder realizar, que era de morar fora do Brasil e viajar para vários lugares do mundo.

Esse sonho era distante, pois além do dinheiro que teriam que juntar,  todos seus amigos e familiares achavam que Fernanda e Léo eram loucos de “largarem” tudo que haviam conquistado no Brasil para poder começar do zero em outro pais “estranho”.

Mas, a sementinha do wanderlust já estava grande em seus corações e criava raízes fortes, logo o único destino nesse caso, seria sair do Brasil e viver novas experiências em outro país.

 

Planeje a sua viagem e veja também: Não venha para a Nova Zelândia se…

 

Nova Zelandia

 

Sendo assim, depois de muitas conversas, concluíram que apesar de ter que se desfazer de outros sonhos conquistados no Brasil e ter que ficar longe da filhota deles de 4 patas por um longo período…  O sonho e a vontade era muito forte. Outro ponto é que se não fizessem agora, poderia não ter outra oportunidade na vida. E o que mais martelava na cabeça deles é que a vida é uma só e todas as pessoas devem aproveitá-la e realizar todos os seus sonhos.

Então, se planejaram com muito afinco, conseguiram juntar dinheiro e decidiram ir para uma terra tão tão distante chamada Nova Zelândia.

Ainda quando estavam no Brasil, pesquisando sobre as formas de ir para a Nova Zelândia e quais os tipos de vistos que existem no pais, Fernanda e Léo estavam na dúvida se iriam ir como estudante, para aprender inglês e começar a trabalhar assim que chegassem na Nova Zelândia ou se iriam como turista e caso gostassem do país iriam tentar um visto de trabalho, já que o Léo tinha experiência no Brasil na área de carpintaria e essa profissão estava em demanda no país na região de Canterbury, principalmente na cidade de Christchurch.

Correndo riscos, optaram pela segunda opção. Correndo riscos pois quando uma pessoa vem para a Nova Zelândia como turista existe a possibilidade da imigração negar a entrada e a pessoa ter que voltar para o país de origem. Ou a imigração pode te dar o visto restrito e com esse visto você não poderá renovar-lo ou mudar-lo… nesse caso a única opção será mesmo turistar e sair do país na data determinada pelo visto.

Não foi o que aconteceu com eles… Fernanda e Léo entraram com o visto de turista e com passagem aérea de volta, datada para 40 dias depois, e usaram esse tempo para decidir se iriam querer ficar na Nova Zelândia ou voltar para o Brasil e depois tentar outro país.

Atualmente, eles se arrependem um pouco de não terem vindo como estudante, pois ter um inglês legal e não só comunicável, é excelente em diversos aspectos. Eles acreditam que se tivesse vindo como estudante, o inglês de ambos estaria mil vezes melhor e outras oportunidades poderiam estar aparecendo para eles. Mas enfim, eles acreditam que as coisas acontecem exatamente do jeitinho que deveria acontecer…

Antes de chegar na terra dos kiwis e principalmente depois que chegaram na Nova Zelândia, eles contaram com uma super ajuda, mega especial de um amigo de longa data da Fernanda, chamado Daniel. E assim todas as dúvidas, receios, preocupações, curiosidades que Fernanda e Léo tinham, foram sanadas pelo Daniel.

 

IMG_2068

 

Um belo de um dia, refletindo sobre isso, ainda quando estavam no Brasil, tiveram a ideia de criar um blog e um canal no youtube (se inscreva se ainda não é inscrito) para contar todas as experiências e tudo que eles iriam aprender sobre a Nova Zelândia, com o objetivo de ajudar pessoas a realizar o mesmo sonho que eles estavam vivendo e que não conheciam um Daniel ou outra pessoa que pudesse ajudar-lós. Resumindo: o objetivo do blog é ajudar com dicas e informações e ser o “Daniel” na vida de quem está vindo para a Nova Zelândia.

 

Nasce então o To indo Viajar!

 

logo_fundo_transparente-1

Quando chegaram na Nova Zelândia, Fernanda tinha um inglês bem ruim, enquanto Léo conseguia se virar melhor e o Daniel mais uma vez salvou a pátria nos primeiros dias deles. Daniel buscou no aeroporto, levou para conhecer a cidade e os principais pontos turísticos em Auckland, ensinou como comprar comida em restaurantes e no supermercado, ajudou a alugar a primeira acomodação, abrir conta no banco, levou eles para uma caminhada no vulcão, mostrou as lojas onde tinham produtos bons e com preços ótimos e apresentou alguns amigos. Daniel ajudou tanto que ele nem imagina! Fernanda e Léo acredita que sem o Daniel as coisas seriam muito mais difíceis e complicadas nos primeiros dias.

Passados uns 10 dias que haviam chegado, Fernanda e Léo estavam gostando muito da Nova Zelândia, e apesar do frio intenso que fazia naqueles dias, eles resolveram ficar. E mais uma vez, conversando com o Daniel, resolveram se mudar para Christchurch em busca de oportunidades e um sponsor (empregador que aplica o visto de trabalho).

Conversando com amigos, conseguiram alugar um pequeno studio (quarto, cozinha e banheiro) localizado num hostel e por lá ficaram um pouco mais de 12 semanas.

Nesse período, eles estavam maravilhados pelas belezas da cidade, pois quando eles pesquisavam pela cidade de Christchurch só ouviam dizer que a cidade estava parcialmente destruída por conta dos terremotos que teve em 2010 e 2011. Então, na cabeça deles, a cidade era ruim ou até mesmo feia, mas na realidade, eles ficaram maravilhados quando começaram a explorar a cidade.

 

IMG_2607

 

Na verdade a cidade era linda! Havia sim, e ainda há vários locais a ser reconstruídos, mas havia muito mais motivos para gostar de viver aqui do que o contrário.

Depois de 15 dias que estavam morando em Christchurch, aproveitaram o fato da cidade toda ser plana e resolveram comprar uma bicicleta.

 

IMG_3316

 

E assim foram passando os dias… enquanto curtiam e conheciam a cidade, eles gravaram video mostrando ascompras deles no supermercado, a Fernanda tentou o Work Holiday Visa e não conseguiu, eles estudaram inglês por 2 semanas (para ver como era), viajaram para Queenstown e no caminho conheceram o Lake Tepako e ao mesmo tempo estavam procurando por um sponsor.

Procuraram um sponsor de várias formas. Na verdade foram vários dias dedicados a essa busca. E faltando poucos dias para vencer o visto de turista (de 3 meses que foi dado assim que eles chegaram na Nova Zelândia), o Léo conseguiu um sponsor e aplicou para o visto de trabalho e a Fernanda aplicou como partner do Léo.

Passado uns dias Fernanda e Léo conseguiram um novo quarto numa casa maior, melhor e mais barata. E foi assim que fizeram a sua primeira mudança.

Depois de 3 semanas da data de aplicação do visto, Fernanda e Léo receberam a noticia mais feliz contada na historia desse blog. Eles haviam conseguido o work visa (visto de trabalho) e assim poderiam permanecer no pais por até 3 anos, e com a possibilidade de aplicar residencia ou renovar o visto.

 

 

Working visa aprovado

 

Fernanda e Léo ficaram muito felizes e logo começaram a trabalhar. Léo na construção e Fernanda também… porque não?

Fernanda ficou impressionada de como é comum ver mulher trabalhando em obra na Nova Zelândia. Sendo na área de pintura, plaster, ajudante geral e até como ajudante de azulejista, que é o caso dela. Apesar do trabalho ser pesado, e muitas vezes Fernanda ter que trabalhar “igual” homem, o dólar finalmente começou a entrar nessa família (#VemDoleta) e isso facilitaram e muito as coisas para eles.

 

IMG_4578

 

Fernanda e Léo recebia muitas dúvidas de seus leitores sobre quanto eles estavam gastando e quanto era o custo de vida na Nova Zelândia. Pensando nisso e para facilitar geral, Fernanda e Léo escreveram um post bem detalhado sobre o assunto e até hoje é um dos artigos mais lidos do blog.

Passado quase 5 semanas que estavam morando na casa nova, os proprietários da casa resolveram entregar o imóvel e Fernanda e Léo tiveram que se mudar para uma nova casa em Christchurch.

Em datas atuais, quando eles olham pra trás, percebem que aconteceram muitas coisas na vida deles ao longo desses 10 meses na Nova Zelândia (artigo atualizado em 08/06/16). Eles escreveram sobre dicas de passagem aérea e o que levar e não levar na mala para a Nova Zelândia. Passaram por uns 10 terremotos. Fernanda machucou o pé e descobriu como é o sistema público de saúde. Descobriram uma forma de fazer inglês grátis e divulgaram para os seus leitores. Eles fizeram uma viagem de 5 dias pela Ilha Norte da Nova Zelândia e criaram uma serie: To indo Viajar pela Nova Zelândia contando em episódios como foi a viagem deles. Compraram um carro e o Léo tirou habilitação da Nova Zelândia. Fernanda quebrou o dente comendo ovo de pascoa e foi obrigada a ir no dentista. E Léo estava com pouco trabalho e resolveu procurar outro emprego e eles gravaram e mostraram como é procurar trabalho na Nova Zelândia na prática.

 

Ufa!

 

Apesar de parecer que foi ou ainda é fácil, hoje, Fernanda e Léo, mesmo vivendo uma vida baseada na positividade, sabem direitinho como foi difícil passar por alguns momentos ruins.

Mas eles são extremamente gratos por terem a oportunidade de morar na Nova Zelândia. Por terem conseguido conquistar várias coisas em tão pouco tempo. Por poder compartilhar a história deles e indiretamente ajudar várias pessoas (Muito Obrigada mesmo a cada um que lê e assiste a gente) e também por ter tido um Daniel na vida deles.

E ainda acrescentam que, valeu e ainda está valendo a pena e, que se fosse preciso, fariam tudo de novo…

 

IMG_5243

 

Saiba mais: Acompanhe a gente em todas as nossas redes sociais!

redes sociais to indo viajar

Snapchat – Instagram  –  Facebook  – Youtube

4 comentários em “Quer ir para a Nova Zelândia? Comece aqui!

Curtiu, tem dúvidas ou sugestões? Ficaremos felizes com o seu comentário: